E agora, José (Saramago)?

José Saramago

“A história dos homens é a história dos seus desentendimentos com deus, nem ele nos entende a nós , nem nós o entendemos a ele.” José Saramago

 

Nascido em 16 de novembro de 1922, o português José de Souza ficou conhecido internacionalmente pelo sobrenome da família paterna: Saramago.
Ateu, cético e pessimista, Saramago sempre teve atuação política marcante e levantava a voz contra as injustiças, a religião constituída e os grandes poderes econômicos, que ele via como grandes doenças de seu tempo. Em 1976, foi o desemprego que o levou a dedicar-se à literatura e foi da poesia ao romance, passando pelo conto, crônica, viagem e teatro.
O autor faleceu em 18 de junho de 2010, em sua casa Lanzarote, nas Ilhas Canárias.

Entre seus livros mais conhecidos estão “Memorial do convento”, “O ano da morte de Ricardo Reis”, “O evangelho segundo Jesus Cristo”, “A jangada de pedra” e “A viagem do elefante”.

“Caim” foi seu último romance, muito criticado pela Igreja Católica por causa de sua visão pouco ortodoxa do VelhoTestamento"Caim".

No romance, Caim é o narrador da história e denuncia o senhor (isso mesmo, em minúscula) por cumplicidade pelo assassinato de Abel, pois sendo onisciente, sabia do que estava para acontecer e; sendo onipotente, poderia tê-lo impedido de acontecer.

A BJA possui em seu acervo “Caim”, assim como outras obras do autor português.

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s