Vencedores do Prêmio Jabuti de 2011

53º Prêmio Jabuti

 

O livro de poesia “Em alguma parte alguma”, de Ferreira Gullar, e o livro-reportagem “1822”, de Laurentino Gomes, foram os grandes vencedores do 53º Prêmio Jabuti, anunciado na noite desta quarta-feira (30), em cerimônia realizada em São Paulo. O primeiro foi eleito “Livro do Ano – Ficção”, e o segundo, “Livro do Ano – Não-Ficção”.

Ao receber o último e mais importante prêmio da noite, que teve como mestre de cerimônias o apresentador Pedro Bial, Gullar foi sucinto em seu agradecimento. “Eu só vou dizer: não sei se poesia é literatura, fora isso, a gente faz poesia porque a vida não basta.” Minutos depois, em breve coletiva de imprensa, ainda na Sala São Paulo, o poeta foi perguntado se o prêmio representava um “incentivo” à prática da literatura. A resposta: “Um incentivo não. A essa altura da minha vida…”. Gullar está com 80 anos de idade.

Em seguida, foi a vez de Laurentino Gomes integrar-se à entrevista improvisada. Assim que ele sentou, Gullar se dirigiu ao colega de premiação: “Eu li o seu livro. Achei muito bom”. Gomes agradeceu. Depois, enquanto o poeta deixava a sala, procurou ressaltar a importância de se ter premiado um livro sobre história, afirmando ainda que prossegue sendo jornalista. “Fui repórter e editor durante muitos anos. O formato é que mudou [livro, em lugar de jornais e revistas], mas as ferramentas são do jornalismo.”

De acordo com a organização do Prêmio Jabuti, além dos jurados que ela própria convoca, “participam da votação principal associados das quatro entidades representativas do setor: CBL [Câmara Brasileira do Livro], SNEL [Sindicato Nacional dos Editores de Livros], ANL [Associação Nacional de Livrarias] e ABDL [Associação Brasileira de Difusão do Livro]”.

 

Lista completa dos ganhadores do 53º Jabuti

Livro do ano de ficção : “Em alguma parte alguma”, de Ferreira Gullar

Livro do ano de não-ficção : “1822”, de Laurentino Gomes

Categorias de ficção:

Romance: “Ribamar”, de José Castello

Contos e Crônicas: “Desgracida”, de Dalton Trevisan

Poesia : “Em alguma parte alguma”, de Ferreira Gullar

Infantil
: “Obax”, de André Neves

Juvenil: “Antes de virar gigante e outras histórias”, Marina Colasanti

Categorias de não-ficção:


Teoria Crítica / Literária
: “Câmara Cascudo e Mário de Andrade – Cartas, 1924-1944”, de Marcos Antonio de Moraes (organizador)

Reportagem: “1822”, de Laurentino Gomes

Ciências Exatas: “Teoria Quântica: estudos históricos e implicações culturais”, de Olival Freire Jr., Osvaldo Pessoa Jr., Joan Lisa Bromberg (organizadores)

Tecnologia e Informática
: “Aprendizagem a distância”, de Fredric M. Litto

Economia, Administração e Negócios: “Multinacionais brasileiras: internacionalização, inovação e estratégia global”, de Moacir de Miranda Oliveira Junior e colaboradores

Direito: “Fundamentos constitucionais do direito ambiental brasileiro”, de Norma Sueli Padilha

Biografia: “O Teatro & Eu – Memórias”, de Sergio Britto

Ciências Naturais: “Bioetanol de cana-de-açúcar – P&D para produtividade e sustentabilidade”, de Luís Augusto Barbosa Cortez (coordenador)

Ciências da Saúde: “Atlas de endoscopia digestiva da SOBED – Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva”, de Marcelo Averbach, Adriana Vaz Safatle Ribeiro, Agnelo Paulo Ferrari Junior, Ciro Garcia Montes, Flávio Hayato Ejima, Kleber Bianchetti de Faria e Marco Aur

Ciências Humanas: “Manejo do Mundo: conhecimentos e práticas dos povos indígenas do Rio Negro”, de Aloisio Cabalzar

Didático e Paradidático: “Coleção Pessoinhas”, de Ruth Rocha e Anna Flora

Educação: “Impactos da violência na escola: um diálogo com professores”, de Simone Gonçalves de Assis, Patrícia Constantino e Joviana Quintes Avanci (organizadoras)

Psicologia e Psicanálise: “Coração… É emoção: a influência das emoções sobre o coração”, de Elias Knobel, Ana Lúcia Martins da Silva, Paola Bruno de Araújo Andreoli

Arquitetura e Urbanismo: “Dois séculos de projetos no Estado de São Paulo – Grandes obras e urbanização VL 1, 2 e 3”, de Nestor Goulart Reis e Monica Silveira Brito (colaboração)

Fotografia: “Fotografia de Natureza: Teoria e Prática”, de Luiz Claudio Marigo

Comunicação: “Impresso no Brasil – Dois séculos de livros brasileiros”, de Aníbal Bragança e Marcia Abreu (organizadores)

Artes: “Os Satyros”, de Germano Pereira e Aimar Labaki

Turismo e Hotelaria: “Hospitalidade – A inovação na gestão das organizações prestadoras de serviços”, de Geraldo Castelli

Gastronomia: “Machado de Assis: Relíquias Culinárias”, de Rosa Belluzzo

Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/11/ferreira-gullar-e-laurentino-gomes-vencem-o-premio-jabuti-2011.html

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s